Entrevista

O Gestor Ambiental, Josivan Cardoso Moreno, desde que assumiu a Presidência da Companhia de Serviços Urbanos de Natal (URBANA) vem realizando diversas ações para a melhoria do setor de limpeza pública do município de Natal.

A Gracy Ambiental também preocupada como meio ambiente e com a qualidade de vida dos cidadãos do município de Natal, colocou ao Presidente as seguintes questões abaixo e o mesmo prontamente nos respondeu.

1. Quais os principais problemas enfrentados com o gerenciamento de resíduos sólidos no município de Natal??

JOSIVAN CARDOSO: Bem, são vários aspectos que incorporam os desafios para uma gestão na limpeza urbana e no manejo adequado dos resíduos sólidos, dentre os quais podemos destacar:

– constituição de um sistema de regulação dos servidos, que gerem as metas e atinja a eficiência e eficácia;

– conseguir aumento da infraestrutura de atendimento, com implantação de novas alternativas de coleta de resíduos e rejeitos, mais ecopontos para atender a pequenas demandas, e o aumento do sistema de coleta seletiva;

– é preciso também enfrentar as dificuldades financeiras que atualmente passam o pais e o Estado.

2. Qual o percentual de coleta de resíduos no município?? 

JOSIVAN CARDOSO: Neste caso é diferenciado, para a coleta domiciliar o sistema atente aproximadamente 98 % da cidade, considerada em excelência de cobertura. Mas é necessário colocar que também existem as coletas de resíduos e rejeitos deixados de forma irregular pela população em áreas e ruas da cidade, que a URBANA também coleta, e neste caso são programações por denúncias e identificação própria dos técnicos responsáveis pela área operacional.

3. Quais medidas tem sido aplicadas para que a coleta de resíduos no município seja a cada dia mais extensiva?

JOSIVAN CARDOSO: Bom, as medidas de abrangência dos serviços são sempre em aumento de roteiros e de maior quantitativo de recursos humanos. Na última licitação já se buscou adequar a capacidade de infraestrutura e pessoal a sistema de atendimento. Atualmente estamos em faze de planejamento para a próxima licitação dos serviços e do plano de coleta seletiva visando sua ampliação.

4. Com relação a limpeza pública de avenidas, ruas, praças, etc, como tem sido desenvolvido este trabalho?

JOSIVAN CARDOSO: Os trabalhos são realizados com roteiros pré determinados na área operacional e que pode serem planejados pela constatação da própria equipe ou até mesmo pelos pedidos através de entidades e munícipes. As ruas são atendidas pelas coletas de resíduos e rejeitos, além de capinação, varrição e pintura de meio fio nas áreas onde a limpeza não pode ser feita com maior frequência pelos próprios moradores, a exemplo dos principais corredores e centros comerciais.

5. Como funciona atualmente a coleta seletiva no município de Natal?

JOSIVAN CARDOSO: A coleta seletiva atualmente ainda funciona com a separação pelo munícipe do seco (recicláveis) e do molhado (orgânico e rejeitos) na modalidade porta a porta. Abrange 15 bairros (não obrigatoriamente o bairro inteiro) e é operada por duas cooperativas de catadores de materiais recicláveis, a COCAMAR e a COPICICLA. A coleta ainda é muito pequena em relação a todos o resíduos reciclável que é gerado na Cidade. Coleta-se cerca de 250 T/mês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.